website statistics
Contos Eroticos ,fotos caseiras e o melhor do sexo amador

Sexo no Baile Funk

em Contos eróticos com fotos

Sexo no Baile Funk

Me chamo A.(sem revelação de nomes), sou DJ, tinha 21 anos na época do ocorrido e morava na cidade de São Luís – Ma.

Esse é meu terceiro conto e se você não leu meu dois contos anteriores, só me mande um e-mail que prontamente irei disponibilizar os demais contos e quem sabe se conhecer.

Sempre fui um rapaz de manter várias amiguinhas e nessas amizades, tinha conhecido a alguns anos atrás uma morena baixinha de 1.55 metros que só tinha carinha de santa, mas era uma safada que gostava de aventuras. Ela tinha 20 anos, se chamava Patrícia, era baixa, tinha seios durinhos e um bumbum durinho por fazer Karaté. Antes que eu me esqueça, eu tinha 1.74, negro com corpo magro e cabelo baixinho e 16 cm de pau.

Na época, eu estava planejando um baile funk que iria tocar como DJ numa casa alugada. A festa rolaria na parte inferior da mansão e a parte superior ficaria só para os organizadores guardar seus pertences. Quando faltava uma semana para o evento, recebo uma mensagem da Patrícia que não via fazia anos, perguntando se iria rolar uma cortesia para ela e eu respondi que sim, desde que trouxesse algumas amigas para o evento e ela concordou. Os dias foram se passando e as conversas na rede social só foram esquentando, imaginando sacanagem com essa baixinha.

Chegando o dia do evento, eu fui cedo para organizar alguns detalhes da casa e o público foi chegando até a morena mandar mensagem dizendo que chegou e eu fui receber na porta do evento já me dando um delicioso beijo e prontamente convidei a entrar e curtir o evento ao som de muito funk. Depois de uma hora, deveria ter umas 300 pessoas na casa e como ela não era tão espaçosa, fazia calor e a convidei para subir a área restrita da casa para pegar um ar e beber uma vodka e ela aceitou.
Sua roupa era um macacão lindo que me deixou perdido nela e quando chegamos lá, a gente já foi se beijando e minha mão foi deslizando por sua coxa e eu fui desabotoando seu macacão que deixava ela com carinha de santa mas não era rsrs … Eu fui passando a mão bem suave nos seios dela e sussurrando bem gostoso no ouvido dela, deixando a mesma cada vez mais excitada enquanto ela ia deslizando sua mão a procura do meu membro já duro que nem rocha. Passei minha língua no biquinho do seio dela que a deixava toda arrepiada, ainda mais com a sensação de sermos pegos pelos outros integrantes superiores da produção ou até mesmo pelos seguranças. E quando tudo estava muito gostoso e ela iria fazendo um boquinha no meu membro, escutamos vozes e tivemos que nós arrumar e sair de onde estavamos e voltar para a festa disfarçando, mesmo depois de alguns amigos terem notado nossa ausência.

Tempos depois eu a convidei para subir e terminar o que ficou pela metade só que mais sossegado em um quarto escuro com a janela aberta e a lua clareando o quarto. O beijo foi ficando cada vez mais intenso e botei ela sentada na janela e fui mamando seus seios enquanto ela me chamava de safado abrindo minha calça procurando fazer uma massagem no meu pau. Ai desci ela e foi logo se ajoelhando e mamando com muita maestria meu membro enquanto eu gemia sentindo aquela língua em meu pau e eu puxava seu cabelo para ir cada vez mais fundo e ela chegava a gorfar na garganta profunda, me segurei para não gozar na boquinha da piranha. Botei ela deitada e fui lambendo sua coxa até chegar ao lábios da sua bucetinha e fui deslizando a língua lá dentro e com uma mão eu apertava seu seio, que ficava dando espasmo enquanto ela gozava na minha boca e ela apertava minha cabeça para não parar. Eu botei uma camisinha e fui brincando com a cabeça do meu membro na entradinha da ppk enquanto ela pedia para botar e eu só fazendo pressão nas regiões dos lábios varginais. Em seguida eu coloquei tudo de uma vez que foi rasgando ela por ter a bucetinha pequena e apertadinha. Chamava só de minha putinha enquanto passava a língua no seu pescoço até sua orelha e iria gemendo bem no ouvidinho, deixando ela doida. Depois de alguns minutos nessa posição, a gente trocou e ela veio por cima gozando no meu pau e eu chupando seu seios gostosos e ela quicando. Já estavamos bastante suado quando falei que iria gozar e nós beijamos mais intenso como dois apaixonados por uma putaria e eu gozei gostoso dentro dela e ela também gozou.

Para nossa infelicidade, a produção do evento estava a minha procura e quando ligaram a luz, foi uma baita vergonha que não sabia onde esconder minha cara, mas terminou tudo bem e na semana seguinte na ganhei um boquete dela na escadaria de emergência da faculdade mas fica para outro momento rsrs … Quem sabe vira um videos pornos amador bem legal.

2 comentarios "Sexo no Baile Funk"

  1. carlos gomes disse:

    Novinhas safadinhas e evangélicas safadinhas e casadas safadinhas vamos gozar gostoso no sexo virtual deixo tua bucetinha toda gozadinha 02163992308344

  2. Contosx disse:

    Tenho um site de contos eróticos em vídeo, se quiser dar uma olhada e pensar numa parceria, me avise!

    http://www.contosx.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

No quarto do casal havia uma poltrona

No quarto do casal havia uma poltrona

Autoria: Val Theo No quarto do casal, quando ainda moravam lá na casa da vila, na primeira casa que eles compraram, além de uma poltrona, também havia uma rachadura. Assim, resolvi escrever sobre o dia em que a filha comentou com o pai, que o amigo da mamãe havia entrado lá no quarto deles. Ele […]

Selma e o técnico de tv

Selma e o técnico de tv

Acordei com vontade de dar a bunda e chamei esse técnico de tv aqui em meu apartamento. Foi exatamente isso. Quando acordo com vontade de dar a bunda é algo incontrolável mesmo. Sinto o ânus suado, quente e piscando. E logo ainda na cama, ao acordar. Não sei explicar esse tesão que tenho na bunda. […]

Selma Recife com dois coroas do sertão

Selma Recife com dois coroas do sertão

Para ler e escutar Acho que ainda não falei de forma enfática, mas quero abordar isso agora. Sou viciada em machos e caralhos diferentes, todo Brasil sabe, pois desde 2007 faço filmes e fotos de minhas aventuras. Aliás, meu marido quem faz os filmes e fotos, pois é um corno manso, conformado e feliz. Gosto […]

Fui arrombada no mato e gostei!

Fui arrombada no mato e gostei!

Oi amores! Sou a estéfani tenho 19 anos, moro em Santa Catarina, vou contar o que aconteceu em 2015 quando tinha 14 anos. Os nomes de terceiros vão ser mudados para não comprometer ninguém, só o meu nome é verdadeiro. Sexta feira a noite eu e minha irmã estamos no quarto, minha irmã é a […]

Africano fode o cu da minha esposa na minha frente

Africano fode o cu da minha esposa na minha frente

Bom dia a todos. Podem me chamarem do que quiserem, pois não ligo. Se quiserem me julgar, tudo bem. Se acham errado, fodam-se. Ser corno conformado foi a melhor coisa que me aconteceu até hoje. Quem acha que estou errado, pode até em casa ter uma mulher puta e nem sabe. Ainda. Pense nisso. Ou […]

Fodendo a gostosa mulher do corno

Fodendo a gostosa mulher do corno

Vou contar uma situação que aconteceu comigo quando tinha 23 anos, gosto muito de ir para interiores pois adoro o campo e fui com um amigo para sul de minas em uma cidade pequena na casa de uns parentes dele passar um feriado. Chegando lá fomo recebidos muito bem pela sua tia e tio, nos […]

Como ela aguentou isso na bunda?

Como ela aguentou isso na bunda?

Eu bem que avisei a minha esposa, que esse negócio de querer caralho muito e grande na bunda podia lascar o ânus dela. Mas palavra de corno é mesmo que nada. Na verdade, a culpa é minha. Há quatro anos pedi para ser corno. Exatamente isso. Entrei na internet e procurei o nome Selmaclub. Foi […]

Anal com cinco machos Selma e amigas

Anal com cinco machos Selma e amigas

Vejam nessas fotos as 14 camisinhas usadas por amigos nossos nesses dias. E veja as fotos dessa minha bunda e de minhas amigas, aqui em minha casa, na praia de Porto de Galinhas. E adoro marcar nessa casa com novos amigos que fazemos diariamente, pelo nosso chat. Eu e amigas estamos todas as manhãs e […]

O corno tem nojo dessa bunda

O corno tem nojo dessa bunda

Quem já viu meus contos e aventuras, com muitas fotos e filmes arriscados, sabe o quanto sou maluco por bundas. Principalmente a de esposa de amigos meus. É algo incontrolável que sinto. Principalmente as mulheres lindas, com bundas grandes e que usam calcinhas e biquínis socado no meio do rabo. Cheiro de bunda de mulher […]

Selma com dois peões sujos e dotados, na cama

Selma com dois peões sujos e dotados, na cama

Bom dia a todos. O Brasil inteiro sabe o quanto sou uma casada chifradeira. E como gosto de machos jovens e dotados, principalmente trabalhadores braçais. E meu marido sabe de tudo, claro. É o maior corno manso e conformado que existe no Brasil. Sem sombras de dúvida. Desde 2007 pediu para ser corno e hoje […]

Contos eróticos – A chifradeira de Paulista PE

Contos eróticos – A chifradeira de Paulista PE

Esse conto é uma colaboração da amiga Selma de Recife MILHARES DE AMOSTRAS DE FILMES, MEUS E DE MINHAS AMIGAS. TUDO TOTALMENTE FREE. VEJAM COMO TEM CORNOS E ESPOSAS CHIFRADEIRAS NESSE BRASIL. ACESSE: https://bit.ly/selmarecife

Conto erótico Você me chamou de dissimulado

Conto erótico Você me chamou de dissimulado

VOCÊ ME CHAMOU DE DISSIMULADO Autoria: Val Theo. Sei que você vai aproveitar essa oportunidade solene, para mais uma vez vir me dizer que eu não preciso contar nada disso. Vai me dizer que eu não preciso falar sobre o assunto nós dois juntos. Vai me dizer que eu não preciso escrever e nem falar […]

Minha primeira vez com um negro

Minha primeira vez com um negro

Meu nome é Estéfani, tenho 19 anos, sou de origem alemã moro em Santa Catarina. Tenho um conto real aqui no site, como eu transei pela primeira vez e virei garota de programa. Agora vou contar como eu transei pela primeira vez com um negro ele era da cidade de Luanda da África. Os nomes […]

Sempre quis ser corno

Sempre quis ser corno

Olá meu nome é Josué e minha esposa se chama shirley, mesmo antes de conhecer ela já tinha o fetiche de ser corno , e só fui realizar essa fantasia depois de oito anos de casados, na cama sempre fomos bem loucos e fodemos em todas as posições possíveis, pois sempre estamos olhando filmes pornos […]

Como perdi meu cabaço

Como perdi meu cabaço

Como perdi meu cabaço Oi meus amores!. Meu nome é Estéfani, tenho 19 anos, sou de origem alemã, moro em Santa Catarina. Vou contar como iniciei minha vida sexual, e me tornei uma acompanhante de luxo, (garota de programa) os nomes de terceiros que irei citar são ficticios para não comprometer ninguém. Vamos voltar a […]

A primeira vez no swing

A primeira vez no swing

Olá, Neste conto eu vou falar da minha primeira vez em uma casa de swing,tudo começou quando eu vi um anuncio no site de relacionamento que teria uma noite trans em uma casa de swing, e como eu estava de boa nesta semana e com muita vontade de transar não pensei duas vezes e decidir […]

Metendo a rola na coroa baixinha tesuda

Metendo a rola na coroa baixinha tesuda

Ola meu nome e J e tenho 19 anos, e faço faculdade em uma cidade longe da minha, quando cheguei à cidade fiquei maravilhado pelas belas mulheres que moram nessa cidade, quando fui atrás de uma casa para alugar, fiquei bobo com uma coroa gostosa que morava perto da casa que estava para alugar, mesmo […]

Conto erótico – Trepando com o chefe depois do horário

Conto erótico – Trepando com o chefe depois do horário

Meu nome é Angelica, sou loira, 1,70 alt, 56 kg, olhos verdes, cabelos longos e lisos, seios médios e durinhos, cintura fina, coxas grossas, bundinha empinada, sou fogosa e bem safadinha… Há umas três semanas comecei a trabalhar como secretaria em uma empresa de engenharia, apesar de não ter experiência, tenho muitas qualificações e o […]

Minha primeira vez no motel – Parte 2

Minha primeira vez no motel – Parte 2

Me chamo “A”, sou DJ, tinha 21 anos na época do ocorrido e morava na cidade de São Luís – Ma. Esse é meu quinto conto parte dois. Se você não leu meu conto anterior, só me mande um e-mail que prontamente irei disponibilizar os demais contos e quem sabe se conhecer. Após o chocolate […]

Minha primeira vez no motel – Parte 1

Minha primeira vez no motel – Parte 1

Me chamo “A”, sou DJ, tinha 21 anos na época do ocorrido e morava na cidade de São Luís – Ma. Esse é meu quinto conto dividido em duas partes. Se você não leu meu contos anteriores, só me mande um e-mail que prontamente irei disponibilizar os demais contos e quem sabe se conhecer. Após […]

website statistics