website statistics
Contos Eroticos ,fotos caseiras e o melhor do sexo amador

Vascaína pagando aposta para o flamenguista

em Contos eróticos com fotos

Vascaína pagando aposta para o flamenguista: Ola gente, meu nome é Livia, moro no RJ, tenho 1,66, 58kg loira e vascaina fanaaaatica!!! Mas resolvi escrever algo q aconteceu comigo, mas ja aviso antes q nao quero causar nenhum problemas com torcidas de futebol, sei como sao essas paixoes por seus times hehehe
Esse fato aconteceu ha um tempo atras, na epoca estava namorando,

e meu ex namorado era flamenguista doente! eu sou vascaina mas nunca fui tanto torcedora assim, comecei a acompanhar mais futebol e torcer mais ainda pelo vasco, so pra implicar com ele. Mas o q aconteceu foi no dia de um jogo entre Vasco x Flamengo. Meu ex namorado me convidou pra ver o jogo na casa dele, eu ja fui la com a minha blusa do vasco pra encher o saco do coitado rs. Ao chegar em sua casa pouco antes do jogo começar, ja me desanimei um pouco, pq dei de cara com 2 amigos dele, ambos flamenguistas, e ja me vi em desvantagem, afinal seriam 3 flamenguistas contra eu sozinha torcedora do vasco.
Mta cerveja e tira gostos antes do jogo começar, e claaaaaro mta provocaçao, na verdade eles nao paravam de me zuar com tudo, afinal eu era a unica torcedora do vasco ali ne. todo mundo ja meio alto com as bebidas, mta besteira e piadinha, ate q eu ja nao aguentando mais soltei a frase q faltava pra apimentar tudo. Falei em alto e bom som pros 3 escutarem, q confiava tanto no meu vascão q se o meu time perdesse eu dava ate a bunda pro meu namorado. Eu ja estava com esse meu ex namorado ha um tempo, e nunca tinha feito sexo anal com ele, ao escutarem aquilo, ficou um pekeno silencio na sala durante alguns segundos, q nao demorou pra ser quebrado por uma gritaria e risada geral, “aeeeeeeeeeeeeeeeeee agora gostei, vai pegar ela de jeito einh Betão!!!” “coe livinha ta querendo eihn hahahaha” uma gozaçao so sem parar. Eu ainda tentei argumentar q tb caso o vasco vencesse eu ganharia uma noite livre pra sair com quem eu quisesse, meu namorado ainda ficou me olhando stranho, mas os amigos começaram a botar pilha nele, falando pra confiar no mengão, os caras todos euforicos rindo numa gritaria so. Meu ex aceitou e ainda complementou, “ta bom, mas vou querer te pegar assim vestidinha com a blusa do vasco…” Porra era o q faltava pros caras irem ao delirio, parecia ate q tinha saido gol ja, uma gritaria so “ôÔôÔôÔ toma no cu vascoooooooooo toma no cu vascoooo…” eu comecei a rir e fikei sem graça com akilo tudo, mas topei.
O jogo começou e seguia nakele 0 X 0 animado, cada chance de gol perdida por qualquer time era uma gritaria so ali na sala, principalmente quando era o flamengo, afinal eram 3 contra uma so ne. Mas foi no finalzinho do 1 tempo q o flamengo marcou o 1 gol… Puta q pariu! ja fikei puta por causa do gols dos caras, ainda tinha q aturar os 3 patetas flamenguistas felizinhos pulando e cantando com o gol, no meio da farra meu namorado ja tinha pulado do sofa e caido por cima de mim, os outros 2 jogando cerveja pro alto, uma gritaria so dos 2 amigos dele “Prepara essa lomba loirinha, vai conhecer a pressao do flamengo hj ahahahahaha”. durante o intervalo ate evitei de ficar na sala com eles, mas os caras tavam tudo bebado ja, pegando no meu pe, meu ex me mandando ir buscar mais cerveja pra eles na cozinha, “bom de namorar vascaína é isso, trazer cerveja e pagar bokete! hahaha” e o amigo ainda complementou “e hj vai liberar a traseira tb!!!” e a risada ecoava pela sala, eu ja torcia mais do q o normal pra pelo menos um empate pra tentar estragar toda akela festinha q os caras tavam, mas nada… o segundo tempo veio e o segundo gol tb… o desastre estava pronto…. “ooooooooooo toma no cu vascoooooooo toma no cu vascooooooo toma no cu vascoooooooo” meu ex tava doidao de bebado e de feliz com o premio q ia ganhar da aposta, premio ne, virei premio… ele todo felizao me pegou no colo, ele em pe, me jogando de barriga por cima dos ombros dele, com a bunda toda empinada na frente dos amigos, levantou a minha saia e mostrava o premio, ou melhor o meu rabo, pros amigos. eles nem esperavam mais o jogo acabar, a festa tava montada ja, cerveja pra tudo q é lado, batuque na mesinha, eu tava fodida, fodida mesmo rs
O jogo acabou e eles ja foram me levando pro quarto, o Betão botou os cars pra correr q nao queria arquibancada pra assistir, mas q eles podiam escutar o estrago do lado de fora, e fechou a porta do quarto. menos mal nao estava nada afim de uma plateia me ver passar por akela situaçao vexatoria. ele ja veio me agarrando e fomos tirando a roupa, na verdade ele tirou ne, eu fikei de calcinha e blusa do vasco, ele realmente queria q eu continuasse vestidinha de vasco, era a pitada final de zoaçao q poderia ocorrer. Ele foi se deitando meio sentado me puxando pra cama pra chupar o pau dele, me segurando pela nuca ia forçando meus movimentos pra cima e pra baixo no pau dele, saboreando a sua vitoria. Mas nao era isso q ele realmente queria ne, me deixou mamando um tempo so pra deixar o pau dele em ponto de bala e ja foi me puxando pelos cabelos pra sair dakela posiçao. Na verdade foi me virando e me deixando de 4. Arriou a minha calcinha ate o meio das coxas, levantou um pouco a blusa q caia por cima da minha bunda e foi me chupando tanto na bucetinha quando no cuzinho. Fikei um tempinho assim de 4 curtindo a chupada e ja fui sentindo um dedinho na portinha do meu cu, mas nao era um dedinho qualquer, era um dedinho lambuzado! Ele ja tinha pego um KY e enfiava dedo a dentro no meu cuzinho, me preparando pro castigo final.
Dedou por um tempo ate q foi se levantando e se posicionando atras de mim. Senti uma pincelada da cabecinha da rola dele no meu cu, e um deboche a mais de ultima hora… “quem mandou ser vascaína… agora vai levar vara igual o seu time…” e foi enfiando pica a dentro no meu cu! Ja tinha dado a bunda antes, apenas nao tinha feito com ele, entao entrou facil, ja tava acostumada, mas isso nao diminuia a vergonha nem a humilhaçao, de estar de 4 trajando o uniforme do meu vascão e levando na bunda toda a rola flamenguista do meu namorado. O pau dele foi entrando, se alojando todo no meu rabo, ate sentir as bolas encostando la tras. Ele deixou o pau parado por um tempo, esperando meu cuzinho relaxar e eu diminuir um pouco os ai ui ofegantes, aos poucos fui controlando a respiraçao e ja dava sinais q aguentava os golpes q estavam por vir. ele se posicionou montado por cima de mim, superior, dono da situaçao e começou um vai e vem devagar ate socar a pica com vontade na minha bunda… “isso putinha, assim q vascaina tem q ficar.. de 4 com uma vara flamenguista no cu! de agora em diante vai ser assim aqui em casa entendeu?” e ja metia sem pena no meu rabo me arrancando gritinhos a cada pirocada q eu levava.
As bombadas aumentaram e com isso os meus gritinhos tb, na verade estava bem escandalosa ja, os amigos q haviam sido barrados da festa ja batiam na orta incentivando o meu namorado “vai betão! sem pena, bota no cu dela mesmo pq vascaina merece!” “mostra a força do mengaooo!!’ e ele mostrava, metia forte sem parar, me fazendo gritar q nem uma vascaina derrotada. os amigos nao aguentaram mais e invadiram o quarto, baticando na porta, gritando e comemorando mais essa vitoria do time deles. “ôôôô toma no cu vascoooooooo toma no cu vascooooo toma no cu vascoooooo” era so o q eu escutava no meio dakela gritaria e gargalhadas, meu ex nao se preocupou mais com a presença dos amigos e me pegava pelos cabelos metendo forte na minha bunda, pra me arrancar mais gritinhos e se mostrar pros colegas. Um dos amigos q usava a camisa do flamengo, tirou rapido e jogou pro meu ex vestir. a risada foi geral, “vai betao tem q meter ferro nessa vadia com o manto sagarado hahaha vai aprender qual é o lugarzinho de vascaina vagabunda!’ meu ex foi no embalo dos amigos e vestiu a blusa do flamengo, pronto o a zoaçao estava terminada! eu de 4 sendo enrabada usando a blusinha do vasco, e o meu namorado montado em cima de mim mandando ver no meu bundao, com a blusa do flamengo. So escutava o batuque e risada dos colegas mandando ele me pegar de jeito, q eu merecia por torcer pro vasco. eles fcaram botando pilha me mandando falar q o flamengo come o cu do vasco, “vai livinha fala, fala q eu sei q vc ta gostando sua safada”. gostando eu tava, mas era humilhaçao demais pra mim falar isso do meu time, mas nao teve jeito, ja nao sabia mais o q tava fazendo o q tava rolando, todo um clima no ar, comecei a gemer e gritar mais forte, puxei o pouco de ar q conseguia e comecei a falar o q eles tanto queriam “o flamengo come o cu do vasco ainnn o flamengo come o cu do vasco aiêêê”. pronto, foi como se tivesse saido o 3 gol do flamengo nakele dia, os 3 girtando e cantando musicas do flamengo, sem parar de ecoar o ja tradicional “ooo toma no cu vascooo” durante toda a foda.
Meu namorado nao aguentou mt mais, me dando metidas fortes e secas, ficou bombando rapido ate nao aguentar mais e gozar inundando o meu cuzinho todo, caido por cima de mim ficando abraçado por tras de mim compeltamente sem folego ofegante e me chamando de gostosa. ficamos os 2 deitados na cama, eu de bruços e ele por cima de mim, eu com a blusa do vasco e ele com a do flamengo e os amigos batucando e comemorando. o flamengo tinha ganhado a noite akele dia.
O q veio depois disso? bom, ai ja é uma ooooooutra historia hehehe
um beijo grande pra todos
e q o vascao ganhe mts titulos
espero q tenham gostado do conto

3 comentarios "Vascaína pagando aposta para o flamenguista"

  1. Jusci disse:

    Sou bem safado e ativo no sexo. Adoro sacanagem e sexo explícito 11968116831. Mulheres safadas e coroas vem gosar bastante.

  2. Jusci disse:

    Legal este conto. Quem quiser sexo selvagem e sem frescuras me chama no zap 11968116831.

  3. Mônica Bento disse:

    Preciso de uma revanche já ??????

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

No quarto do casal havia uma poltrona

No quarto do casal havia uma poltrona

Autoria: Val Theo No quarto do casal, quando ainda moravam lá na casa da vila, na primeira casa que eles compraram, além de uma poltrona, também havia uma rachadura. Assim, resolvi escrever sobre o dia em que a filha comentou com o pai, que o amigo da mamãe havia entrado lá no quarto deles. Ele […]

Selma e o técnico de tv

Selma e o técnico de tv

Acordei com vontade de dar a bunda e chamei esse técnico de tv aqui em meu apartamento. Foi exatamente isso. Quando acordo com vontade de dar a bunda é algo incontrolável mesmo. Sinto o ânus suado, quente e piscando. E logo ainda na cama, ao acordar. Não sei explicar esse tesão que tenho na bunda. […]

Selma Recife com dois coroas do sertão

Selma Recife com dois coroas do sertão

Para ler e escutar Acho que ainda não falei de forma enfática, mas quero abordar isso agora. Sou viciada em machos e caralhos diferentes, todo Brasil sabe, pois desde 2007 faço filmes e fotos de minhas aventuras. Aliás, meu marido quem faz os filmes e fotos, pois é um corno manso, conformado e feliz. Gosto […]

Fui arrombada no mato e gostei!

Fui arrombada no mato e gostei!

Oi amores! Sou a estéfani tenho 19 anos, moro em Santa Catarina, vou contar o que aconteceu em 2015 quando tinha 14 anos. Os nomes de terceiros vão ser mudados para não comprometer ninguém, só o meu nome é verdadeiro. Sexta feira a noite eu e minha irmã estamos no quarto, minha irmã é a […]

Africano fode o cu da minha esposa na minha frente

Africano fode o cu da minha esposa na minha frente

Bom dia a todos. Podem me chamarem do que quiserem, pois não ligo. Se quiserem me julgar, tudo bem. Se acham errado, fodam-se. Ser corno conformado foi a melhor coisa que me aconteceu até hoje. Quem acha que estou errado, pode até em casa ter uma mulher puta e nem sabe. Ainda. Pense nisso. Ou […]

Fodendo a gostosa mulher do corno

Fodendo a gostosa mulher do corno

Vou contar uma situação que aconteceu comigo quando tinha 23 anos, gosto muito de ir para interiores pois adoro o campo e fui com um amigo para sul de minas em uma cidade pequena na casa de uns parentes dele passar um feriado. Chegando lá fomo recebidos muito bem pela sua tia e tio, nos […]

Como ela aguentou isso na bunda?

Como ela aguentou isso na bunda?

Eu bem que avisei a minha esposa, que esse negócio de querer caralho muito e grande na bunda podia lascar o ânus dela. Mas palavra de corno é mesmo que nada. Na verdade, a culpa é minha. Há quatro anos pedi para ser corno. Exatamente isso. Entrei na internet e procurei o nome Selmaclub. Foi […]

Anal com cinco machos Selma e amigas

Anal com cinco machos Selma e amigas

Vejam nessas fotos as 14 camisinhas usadas por amigos nossos nesses dias. E veja as fotos dessa minha bunda e de minhas amigas, aqui em minha casa, na praia de Porto de Galinhas. E adoro marcar nessa casa com novos amigos que fazemos diariamente, pelo nosso chat. Eu e amigas estamos todas as manhãs e […]

O corno tem nojo dessa bunda

O corno tem nojo dessa bunda

Quem já viu meus contos e aventuras, com muitas fotos e filmes arriscados, sabe o quanto sou maluco por bundas. Principalmente a de esposa de amigos meus. É algo incontrolável que sinto. Principalmente as mulheres lindas, com bundas grandes e que usam calcinhas e biquínis socado no meio do rabo. Cheiro de bunda de mulher […]

Selma com dois peões sujos e dotados, na cama

Selma com dois peões sujos e dotados, na cama

Bom dia a todos. O Brasil inteiro sabe o quanto sou uma casada chifradeira. E como gosto de machos jovens e dotados, principalmente trabalhadores braçais. E meu marido sabe de tudo, claro. É o maior corno manso e conformado que existe no Brasil. Sem sombras de dúvida. Desde 2007 pediu para ser corno e hoje […]

Contos eróticos – A chifradeira de Paulista PE

Contos eróticos – A chifradeira de Paulista PE

Esse conto é uma colaboração da amiga Selma de Recife MILHARES DE AMOSTRAS DE FILMES, MEUS E DE MINHAS AMIGAS. TUDO TOTALMENTE FREE. VEJAM COMO TEM CORNOS E ESPOSAS CHIFRADEIRAS NESSE BRASIL. ACESSE: https://bit.ly/selmarecife

Conto erótico Você me chamou de dissimulado

Conto erótico Você me chamou de dissimulado

VOCÊ ME CHAMOU DE DISSIMULADO Autoria: Val Theo. Sei que você vai aproveitar essa oportunidade solene, para mais uma vez vir me dizer que eu não preciso contar nada disso. Vai me dizer que eu não preciso falar sobre o assunto nós dois juntos. Vai me dizer que eu não preciso escrever e nem falar […]

Minha primeira vez com um negro

Minha primeira vez com um negro

Meu nome é Estéfani, tenho 19 anos, sou de origem alemã moro em Santa Catarina. Tenho um conto real aqui no site, como eu transei pela primeira vez e virei garota de programa. Agora vou contar como eu transei pela primeira vez com um negro ele era da cidade de Luanda da África. Os nomes […]

Sempre quis ser corno

Sempre quis ser corno

Olá meu nome é Josué e minha esposa se chama shirley, mesmo antes de conhecer ela já tinha o fetiche de ser corno , e só fui realizar essa fantasia depois de oito anos de casados, na cama sempre fomos bem loucos e fodemos em todas as posições possíveis, pois sempre estamos olhando filmes pornos […]

Como perdi meu cabaço

Como perdi meu cabaço

Como perdi meu cabaço Oi meus amores!. Meu nome é Estéfani, tenho 19 anos, sou de origem alemã, moro em Santa Catarina. Vou contar como iniciei minha vida sexual, e me tornei uma acompanhante de luxo, (garota de programa) os nomes de terceiros que irei citar são ficticios para não comprometer ninguém. Vamos voltar a […]

A primeira vez no swing

A primeira vez no swing

Olá, Neste conto eu vou falar da minha primeira vez em uma casa de swing,tudo começou quando eu vi um anuncio no site de relacionamento que teria uma noite trans em uma casa de swing, e como eu estava de boa nesta semana e com muita vontade de transar não pensei duas vezes e decidir […]

Metendo a rola na coroa baixinha tesuda

Metendo a rola na coroa baixinha tesuda

Ola meu nome e J e tenho 19 anos, e faço faculdade em uma cidade longe da minha, quando cheguei à cidade fiquei maravilhado pelas belas mulheres que moram nessa cidade, quando fui atrás de uma casa para alugar, fiquei bobo com uma coroa gostosa que morava perto da casa que estava para alugar, mesmo […]

Conto erótico – Trepando com o chefe depois do horário

Conto erótico – Trepando com o chefe depois do horário

Meu nome é Angelica, sou loira, 1,70 alt, 56 kg, olhos verdes, cabelos longos e lisos, seios médios e durinhos, cintura fina, coxas grossas, bundinha empinada, sou fogosa e bem safadinha… Há umas três semanas comecei a trabalhar como secretaria em uma empresa de engenharia, apesar de não ter experiência, tenho muitas qualificações e o […]

Minha primeira vez no motel – Parte 2

Minha primeira vez no motel – Parte 2

Me chamo “A”, sou DJ, tinha 21 anos na época do ocorrido e morava na cidade de São Luís – Ma. Esse é meu quinto conto parte dois. Se você não leu meu conto anterior, só me mande um e-mail que prontamente irei disponibilizar os demais contos e quem sabe se conhecer. Após o chocolate […]

Minha primeira vez no motel – Parte 1

Minha primeira vez no motel – Parte 1

Me chamo “A”, sou DJ, tinha 21 anos na época do ocorrido e morava na cidade de São Luís – Ma. Esse é meu quinto conto dividido em duas partes. Se você não leu meu contos anteriores, só me mande um e-mail que prontamente irei disponibilizar os demais contos e quem sabe se conhecer. Após […]

website statistics